Terça, 18 de Junho de 2024
29°

Tempo limpo

Teresina, PI

Sergipe em Destaque Educação

Rede Estadual de ensino avança na redução da desigualdade educacional com a correção da distorção idade-série

A melhoria conta no Censo Escolar da Educação Básica e apresenta melhoria na correção do fluxo por meio do Programa Sergipe na Idade Certa

27/02/2024 às 14h03
Por: Redação Fonte: Agência Sergipe Noticias
Compartilhe:
Rede Estadual de ensino avança na redução da desigualdade educacional com a correção da distorção idade-série

Alguns dos principais objetivos do Governo do Estado na área da Educação são promover a melhoria do fluxo escolar e reduzir os índices de distorção idade-série na rede pública estadual de ensino. De acordo com dados divulgados na quinta-feira, 22, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), por meio do Censo Escolar da Educação Básica do Ministério da Educação, Sergipe apresentou grandes avanços em relação a esse tópico. Tudo isso graças às medidas adotadas pelo Governo de Sergipe, por meio do Programa Sergipe na Idade Certa, (ProSIC).

O ProSIC tem como objetivo principal incentivar a permanência dos estudantes no Ensino Fundamental, a fim de garantir avanços na aprendizagem de forma equitativa e adequada à idade, especialmente para aqueles que estão em situação de distorção idade-série. Essa distorção caracteriza-se pelo fato de o estudante estar com dois anos ou mais de atraso em relação à série em que deveria estar inserido. E os números do Estado mostram grande avanço no extermínio dessa condição.

De acordo com dados do ProSIC, 11.640 estudantes da Rede Estadual participam da correção de fluxo no estado de Sergipe, em 446 turmas divididas entre os ensinos Fundamental e Médio (no Ensino Fundamental, 5.343 estudantes em 224 turmas; no Ensino Médio, 6.297 estudantes em 222 turmas). O programa também está presente na Rede Municipal de ensino, com a participação de 591 alunos em 33 salas de aula.

No ano de sua criação, em 2019, o Censo Escolar apontou que o Estado apresentava uma distorção de 42% entre os estudantes do 6º ano do Ensino Fundamental. Já em 2023, Sergipe apresentou a maior redução entre os estados brasileiros, revertendo a distorção idade-série nessa faixa educacional para 26%, uma queda de 16% em 4 anos de vigência.

Para que isso ocorresse, foram implementadas ao longo desses anos metodologias pedagógicas que visam a fortalecer a autoria, participação, protagonismo e autoconfiança dos estudantes, facilitando o retorno às suas trajetórias educacionais e o êxito escolar. Além disso, o programa vem estimulando todas as escolas com distorção idade-série a abrirem turmas para melhorar o fluxo escolar com o objetivo de promover aprendizagens aos estudantes que estão distantes dos seus pares etários.

Essa abordagem inclusiva e proativa tem sido fundamental para os resultados positivos observados em Sergipe, demonstrando o comprometimento do Estado com uma educação de qualidade e acessível a todos os alunos.

O secretário de Estado da Educação e da Cultura, Zezinho Sobral, salientou a importância de corrigir a distorção idade-série da forma mais eficiente possível, melhorando os índices educacionais de Sergipe e mudando as perspectivas dos estudantes em relação ao ensino.

“O ProSIC em Sergipe é referência nacional, e considero uma grande vitória para nossa administração. O Governo, com o apoio da Seduc, mostra que estamos avançando na direção certa, melhorando os índices de redução da desigualdade educacional entre nossos estudantes com o ProSIC”, ressaltou Zezinho Sobral.

O 6º ano é fundamental

Segundo o coordenador do ProSIC, professor Everton Pereira, a correção da distorção idade-série no 6º ano é crucial para garantir uma base sólida de aprendizado e preparar os alunos para os desafios acadêmicos futuros. “O 6º ano marca uma transição significativa na jornada educacional dos alunos, pois é quando muitos deixam o ciclo inicial da Educação Básica, os anos iniciais, e ingressam nos anos finais do Ensino Fundamental. Essa transição pode ser desafiadora para alguns alunos, o que pode resultar em evasão escolar ou dificuldades de adaptação, levando-os à distorção idade-série. Portanto, identificar e corrigir a distorção nesse estágio é fundamental para promover a equidade educacional, mitigar lacunas de aprendizado e garantir que todos os alunos tenham oportunidades iguais de sucesso acadêmico”, esclareceu Everton.

Neste ano, haverá uma formação continuada para professores, gestores e coordenadores das turmas de Ensino Médio e Fundamental para a Rede Estadual e Rede Municipal. Além disso, o ProSIC está instituindo a figura do Articulador Municipal e Articuladores Regionais, que ajudarão na formação in loco para professores atuantes nas turmas do programa.    

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários