Quinta, 18 de Julho de 2024
29°

Parcialmente nublado

Teresina, PI

Esportes Flamengo

Gabigol foi reserva em apenas 8% de seus 225 jogos pelo Flamengo; veja motivos

Somente Domènec Torrent, Rogério Ceni e Vítor Pereira sacaram o atacante por opção técnica; confira números das 16 partidas em que entrou no segundo tempo

03/04/2023 às 17h54
Por: Redação Fonte: https://ge.globo.com/futebol/times/flamengo/
Compartilhe:

Um dos grandes ídolos da história do Flamengo, Gabigol pela primeira vez iniciou uma decisão no banco. Por opção técnica e de característica de jogo, segundo o treinador Vítor Pereira. Se existe o ineditismo em relação a finais, a reserva também é situação incomum na sua trajetória em vermelho e preto.

Só atuou entrando no decorrer das partidas em 16 das 225 que disputou pelo Flamengo - em duas delas, ficou no banco e acabou não utilizado, contra São Paulo, em 2019, e Madureira, no ano passado. Os 18 jogos como suplente representam apenas 8% do total.

O posto de titular absoluto, porém, está ameaçado porque Gabriel está determinado a voltar a atuar como centroavante, posição onde fez a maior parte de seus 142 gols pelo clube.

- É sempre estranho ficar no banco, mas no penúltimo treino falei com o Vítor. Falamos sobre algumas coisas, foi uma conversa clara. Eu falei que queria voltar à minha posição natural, que é centroavante. Enquanto eu pude ajudar o time na posição, um pouco mais recuado, eu ajudei. Mas com esse esquema de três zagueiros, com os times jogando mais por fora, eu optei por voltar à minha posição. E aí eu disputo com o Pedro. E ele optou pelo Pedro - disse o camisa 10 após o jogo do último domingo.

Gabigol - Flamengo x Fluminense — Foto: André Durão

Gabigol - Flamengo x Fluminense — Foto: André Durão

 

Controle de carga com Abel

 

As três primeiras partidas em que foi utilizando após deixar o banco aconteceram sob orientação de Abel Braga. Tratava-se de controle de minutos adotado pelo treinador e também para dar oportunidades a todos do elenco.

Numa delas, na semifinal do estadual contra o Fluminense, Abel deixou Gabi no banco porque queria preparar Uribe para jogo contra o San José, pela Libertadores - Gabriel estava suspenso. O colombiano, porém, torceu o tornozelo esquerdo no primeiro tempo e acabou indisponível para a partida seguinte. Gabigol entrou após o intervalo e marcou o gol da classificação.

 

Na bronca com Dome

 

Em setembro de 2020, Gabigol foi barrado pela primeira vez. Após quebrar jejum de sete jogos e marcar três gols em sequência de três jogos, Domènec Torrent resolveu colocá-lo no banco contra o Fortaleza. O atacante substituiu Pedro no segundo tempo e, aos 42 minutos, marcou o gol da vitória (2 a 1) com uma chapada certeira. Comemorou de cara fechada, deixou o campo esbravejando e não quis dar entrevistas. Marcos Braz teve de ampará-lo na saída do campo.

Após a partida, o catalão explicou que deixou Gabi na reserva por decisão técnica.

- Foi uma decisão técnica. Mas é normal. Ninguém é mais importante do que o grupo. Estamos felizes com o Gabi. É nosso artilheiro, mas o Pedro também jogou muito bem. Quando analisei o Fortaleza, decidi manter o Pedro porque estava feliz com a atuação dele. Gabi nos ajudou muito saindo do banco. É um ganhador. Mas nem ele nem ninguém vai jogar todos os jogos. Nem Rodrigo, nem Filipe... porque não vão estar 100% - afirmou Dome.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
--:--/--:--
 
 
 
 
 

Gol do Flamengo! Gabigol fica de cara para o gol e, livre, chuta para virar partida, aos 41' do 2° tempo