Terça, 18 de Junho de 2024
29°

Tempo limpo

Teresina, PI

Sergipe em Destaque Saúde

Mulheres aderem aos testes rápidos de HIV, sífilis e hepatites virais na capital sergipana

Com a temática ‘Mulher, sua força também está no autocuidado! Faça os testes de HIV, sífilis e hepatites virais B e C’, a ação serviu para conscientizar e prevenir o diagnóstico tardio

11/03/2024 às 00h34
Por: Redação Fonte: Agência Sergipe
Compartilhe:
Mulheres aderem aos testes rápidos de HIV, sífilis e hepatites virais na capital sergipana

A fim de chamar a atenção das mulheres para as Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), a Secretaria de Estado da Saúde (SES) promoveu duas ações de testes rápidos de HIV, sífilis e hepatites B e C, em Aracaju. O momento foi realizado em pontos estratégicos da capital sergipana, na sexta-feira, 8, na Praça General Valadão e neste sábado, 9, na Praça de Eventos do Mercado Central. 

De acordo com o técnico do Programa IST/Aids, Almir Santana, embora a mulher seja mais preocupada com a saúde, a procura desse público pelos testes rápidos ainda é baixa. “Existe um mito de que a mulher casada não precisa fazer a detecção, mas reforçamos a importância dos testes para todos que têm relação sexual. A recomendação do Ministério da Saúde é que pelo menos uma vez ao ano a pessoa realize o teste, a depender da sua vida sexual. Por isso, a nossa intenção é levar os testes onde as pessoas estão para a prevenção e o diagnóstico precoce”, explicou.

Na ocasião, as mulheres receberam orientação sobre como se prevenir. Os laudos identificados como reagentes (positivos) são encaminhados para os serviços de saúde, seja uma Unidade Básica de Saúde (UBS) e/ou serviços especializados, conforme o agravo, para a elucidação diagnóstica e início do tratamento.

A ação foi voltada para o público feminino, mas os homens que compareceram também puderam realizar a testagem para HIV, sífilis e hepatites virais, reforça o médico Almir Santana. Vale ressaltar também que a Unidade Móvel 'Fique Sabendo' realiza essas iniciativas frequentemente nos municípios sergipanos.

Autocuidado

A aposentada Heloísa Helena tem 67 anos e marcou presença na ação da unidade móvel ‘Fique Sabendo’. Para ela, é muito importante saber tudo que acontece com a saúde, mesmo não tendo uma vida sexual ativa atualmente. “Preciso me prevenir e verificar a questão do HIV, sífilis e hepatites, porque não sei o que houve no passado, e é fundamental termos essa conscientização para a detecção precoce e cuidado com a saúde”, destacou. 

Quem também reforçou o seu autocuidado foi a autônoma Vilma Silva Santos, 61, que ficou sabendo da ação e compareceu sem pensar duas vezes. “Me interessei pelos testes, pois estou em um momento da vida voltado para cuidar da minha saúde. Como nunca havia feito o teste de HIV, só o de sífilis, decidi vir, e gostei muito das orientações que a equipe fez”, contou a autônoma.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários